“Pingo”

"Apeei do meu cavalo e no ranchinho a beira chão, Vi uma mulher chorando, quis saber qual a razão, - Boiadeiro veio tarde, veja a cruz no estradão, Quem matou o meu menino foi um boi sem coração" Cachorros: amigos eternos.  A Bruna cresceu brincando com cachorros, ela teve muitos e, os que mais marcaram a... Continuar Lendo →

“Bolinha”

"Eu nasci num recanto feliz, Bem distante da povoação, Foi ali que eu vivi muitos anos, Com papai, mamãe e os irmãos." Chegou a hora de contar algumas histórias... Histórias, sobre as quais, a Bruna não gosta nem de pensar... São lembranças alegres e tristes, de momentos intensos, que a menina viveu com seus amigos... Continuar Lendo →

Relembrando

"Relembrando os tempos de criança, Vejo o bairro onde eu me criei, O ranchinho onde eu fui nascido, Vejo o rio onde eu me banhei..." Você conhece a música "Relembrando"? É umas das preferidas do pai da Bruna. A Bruna sempre foi muito observadora. Ela gostava de observar os pais trabalhando, ficava por perto, olhando... Continuar Lendo →

Do que você tem medo?

"Tem que ser campeão, Com força no coração, Me dê agora a sua mão, Ingenuamente a gente é criança" O medo...ah, o medo! Quem é que nunca sentiu medo? Às vezes ele funciona como um mecanismo de proteção, e isso é muito bom e importante. Mas ele pode funcionar também como um mecanismo de bloqueio,... Continuar Lendo →

Brincando de casinha

"Sentado na calçada, De canudo e canequinha, Dublec dublim, Eu vi um garotinho, Dublec dublim, Fazendo uma bolinha, Dublec duplim, Bolinha de sabão" Você já brincou de casinha? Afinal...como é brincar de casinha? Brincar é algo muito sério e importante! Através das brincadeiras, as crianças sonham, criam, aprendem, crescem e se preparam para a rotina... Continuar Lendo →

“Chininho”

"Ah, se tu soubesses Como sou tão carinhoso E muito e muito que te quero E como é sincero o meu amor Eu sei que tu não fugirias mais de mim" É bem provável que você esteja se perguntando: quem ou o que é o "Chininho"? A Bruna era pequena, muito pequena, quando a mãe... Continuar Lendo →

Crescendo na vida

"Eu vivo sempre no mundo da lua, Tenho alma de artista, Sou um gênio sonhador, E romântico" A menina queria voar. Voar: deliciosa sensação de liberdade! Certo dia, lá estava a Bruna, em seu balanço. O balanço ficava em uma quaresmeira, ao lado da casa onde a menina morava. Debaixo da linda árvore de flores... Continuar Lendo →

Os cabelos da menina

"Cabelo quando cresce é tempo, Cabelo embaraçado é vento, Cabelo vem lá de dentro, Cabelo é como pensamento." Cabelo, cabeleira, cabeluda, descabelada! A Bruna sempre teve muitos cabelos... Cabelos tons castanho claro, loiro escuro, loiro médio...isso sempre foi um tanto complexo para a menina. As pessoas diziam que ela era loira, mas ela nunca concordou.... Continuar Lendo →

Marcas da infância

"Ando devagar, porque já tive pressa, Levo esse sorriso, porque já chorei demais. Hoje me sinto mais forte, mais feliz, quem sabe? Só levo a certeza de que muito pouco eu sei, Ou nada sei." Talvez você tenha alguma cicatriz no seu corpo que te faça lembrar de brincadeiras ou até mesmo de alguma "arte"... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑