Ansiedade: compartilhar faz bem!

Olá diário!

E hoje, para finalizar essa série sobre Ansiedade…bom, até o final dessa reflexão eu decido se terminamos aqui ou teremos algo mais na próxima semana rsrs.

Aliás, adoraria ouvir a sua opinião! Tem algo específico sobre ansiedade que você gostaria de me perguntar? O seu problema, a sua dúvida ou curiosidade pode ser a de outros também. Lembre-se: compartilhar faz bem!

Como prometido nos textos anteriores, hoje vou focar nas dicas para lidar e liderar a ansiedade excessiva.

Dica 1: inicie o processo reconhecendo que você tem um problema e precisa de ajuda profissional. No hospital, durante a minha primeira crise de pânico, o enfermeiro disse que eu precisava procurar por um psiquiatra ou psicólogo. No começo achei que não seria necessário, mas depois entendi que com ajuda profissional eu poderia enfrentar melhor aquela situação. Algumas pessoas se ofendem quando ouvem que precisam de tratamento psicológico. Infelizmente a saúde mental ainda não é vista com seriedade por todos. Ao ouvir essa orientação, muitos acham que seu problema não está sendo levado a sério, não está sendo valorizado, como se o tratamento psicológico fosse uma “frescura” e de nada fosse adiantar. Psicólogos, psiquiatras e terapeutas desenvolvem um trabalho importantíssimo, ligado a algo extremamente essencial: a nossa saúde, a nossa vida.

Dica 2: alimente-se bem. Assim como precisamos de educação no trânsito, educação financeira…precisamos de educação na alimentação. Alimentos saudáveis, em uma quantidade adequada, contribuem no controle da ansiedade e na saúde como um todo. A principal função da alimentação é nos dar energia. Portanto, quando consumimos além do que precisamos, a saúde, física e mental, fica desequilibrada, e os problemas podem se manifestar de diversas maneiras: no sobrepeso, nos níveis de colesterol, triglicérides, diabetes, através de problemas gastrointestinais, etc. Evite alimentos muito doces ou muito salgados, nada de exageros! Evite também refrigerantes (podem até ser gostosos, mas sua composição é uma “bomba” no nosso organismo) e bebidas alcoólicas, independentemente se você faz uso de medicamento ou não, uma mente lúcida e saudável tende a fazer escolhas mais assertivas.

Dica 3: faça uma atividade física que você gosta. Não vai adiantar nada ir todos os dias para academia reclamando… Eu particularmente gosto muito de dança e hidroginástica. A atividade física é algo maravilhoso para os ansiosos por vários motivos: conseguimos “colocar de lado” aqueles pensamentos que irritam e incomodam, porque durante o exercício ficamos mais focados no nosso corpo e respiração, principalmente se o exercício exigir bastante esforço, como numa corrida por exemplo. Se for uma atividade em grupo, temos a oportunidade de conversar e fazer amigos. Só a atitude de sair de casa, mudar de ambiente, já ajuda bastante! Eu não sou especialista, portanto desconheço termos e explicações técnicas, mas a questão é que o movimento gera renovação: renovação de pensamentos, de postura, de energia, enfim, aquela sensação gostosa de pôr para fora o que está incomodando e receber o que é bom. Inspirar e expirar, sentir-se uma nova pessoa!

Dica 4: mantenha contato com a natureza. A sombra das árvores, o perfume e colorido das flores, o carinho e beleza dos animais, a purificação que a água promove, a segurança que o solo nos dá, a esperança que o ar puro nos traz… A natureza é vida! Nós fazemos parte dessa natureza, por isso a importância de estarmos conectados a ela, para dar e receber vida! Eu cresci em meio à natureza, morei na zona rural até os meus 20 anos. Fazer um passeio ao ar livre, sentar na beira de um lago e apreciá-lo, andar com os pés descalços, correr nas asas do vento, conversar com amigos debaixo de um pé de manga… Mais que lembranças, esses momentos representam para mim o que de fato importa na vida: viver!

Dica 5: tenha uma rotina diária agradável. É claro que nem tudo é do jeito que queremos. Não adianta se fechar em uma redoma de vidro e construir um mundo só seu, isso não é vida. Mas procure identificar certas atividades ou hábitos que não lhe fazem bem, e, se possível, substitua-os por outros mais agradáveis. Por exemplo, o seu emprego. Se estiver insatisfeito com seu trabalho, busque por outro. Veja o que é necessário e capacite-se, desenvolva suas habilidades. Lembre-se, você é responsável pelas suas escolhas, você está no comando, você pode liderar suas emoções e mudar sua rotina e a trajetória da sua vida. Acredite!

Dica 6: foque nas soluções e desvie-se de pessoas pessimistas. É bem provável que você encontre, no meio do processo, algumas pessoas que vão dizer que o seu problema é muito difícil ou que não tenha solução. Bloqueie essas palavras! Você não vai precisar delas! Cerque-se de pessoas que gostam de você e que estejam dispostas a te ajudar e  fazer você se sentir melhor. Meu marido é uma dessas pessoas…durante todas as crises e momentos de ansiedade ele esteve e está ao meu lado. Ele é uma pessoa de fé, que acredita em dias melhores, que foca na solução e não no problema, que dá aquele abraço e diz: eu estou aqui. Ele me faz sentir segura. Segurança é uma palavra muito importante para quem lida com os distúrbios de ansiedade. Portanto, se você convive com uma pessoa ansiosa, procure transmitir segurança através da sua presença, da sua atenção, do seu abraço, de palavras positivas, de mensagens bíblicas, mostre a ela possíveis soluções, apoie ela em seu tratamento e tenha paciência…o mundo dos ansiosos é um mundo de muitas lutas, lutas internas e externas. Mas com a ajuda das pessoas que amamos, com maior facilidade venceremos esses desafios!

Dica 7: saiba mais sobre o assunto. Para lidar e liderar a ansiedade excessiva, um ponto importante é você se conhecer melhor. Portanto, pesquise sobre o assunto, leia livros, assista à programas, converse com pessoas que já passaram pelo mesmo problema, participe de grupos de terapia, faça cursos. Como já comentado no texto anterior (Ansiedade: excesso de futuro?), eu fiz um curso que se chama DL – Desenvolvimento e Liderança, que me ajudou muito a me conhecer melhor, foi um momento lindo e marcante na minha vida. Fiz também o curso de Practitioner em PNL, bom, depois desse, descobri que eu estava perdidamente apaixonada pela mente humana! Após a realização desses cursos, consegui alinhar melhor meus valores com minha missão, o que me trouxe uma maravilhosa sensação de bem-estar. E, para um entendimento do assunto ainda mais amplo, no meu ponto de vista, estude o manual do ser humano: a bíblia. Como já citado em outro texto (Ansiedade: força ou fraqueza?), durante as crises eu fiz um estudo sobre as Emoções Humanas na Bíblia. Foi incrível! Eu nunca imaginei que a bíblia tratava desse assunto de maneira tão clara e objetiva. Aliás, todas essas dicas que eu estou escrevendo neste Diário, podem ser encontradas na bíblia, além de muita sabedoria, força e amor que somente o grande Criador pode nos proporcionar. Eu tenho esse estudo gravado, por mim mesma, e, caso você tenha interesse posso lhe enviar diariamente pelo whatsapp, num total de 80 áudios, avise-me por aqui!

Vamos dar uma pausa?

Vai lá, coma algo, exercite-se, respire ar puro, faça uma oração, leia algo, compartilhe as suas experiências, compartilhe o meu Diário, se desejar.

Semana que vem a gente se encontra novamente para mais algumas dicas. Você não imagina como tudo isso está me fazendo tão bem! Espero poder contribuir no seu bem-estar, pois acredito que compartilhar o amor faz bem, faz muito bem!

Gratidão!

 

“Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; Eu o segurarei com a Minha mão direita vitoriosa” – Bíblia, Isaías, capítulo 41, verso 10.

“Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplica, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus” – Bíblia, Filipenses, capítulo 4, verso 6.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: