Ansiedade: dicas com amor!

Olá diário! Como você está?

Estou feliz em estar aqui novamente para compartilhar mais algumas dicas sobre como lidar e liderar a ansiedade excessiva.

Todas essas dicas me fizeram e fazem muito bem, e, por esse motivo estou contando sobre elas, para que você também tenha a oportunidade de se sentir melhor. E tudo isso porque acredito que somos membros de um só corpo, e juntos, fazendo bem a nossa parte, respeitando e valorizando nossas diferenças, podemos viver o Amor.

No texto anterior (Ansiedade: compartilhar faz bem!), escrevi 7 dicas, e aqui vão mais algumas:

Dica 8: faça um relaxamento antes de dormir. Adoro! E funciona demais! Eu aprendi a fazer esse relaxamento ainda na infância, através da professora do primário. Na época ela fazia esse relaxamento com os alunos, antes de iniciar a aula, para melhorar nossa concentração. Anos mais tarde, durante as crises de pânico, eu me lembrei desse exercício e comecei a fazer antes de dormir. No curso DL – Desenvolvimento e Liderança, também aprendi essa técnica. No início talvez você tenha dificuldade para se concentrar…mas insista! Após alguns dias repetindo o exercício, a sua concentração vai melhorar e com mais facilidade vai conseguir relaxar e dormir. Além disso, a qualidade do sono melhora, e, se você dorme melhor, no dia seguinte você acorda melhor! Vou te contar exatamente como eu faço: deitada, de barriga para cima, fecho os meus olhos, respiro profundamente duas ou três vezes, percebo os barulhos a minha volta, percebo o meu corpo em contato com o colchão, sinto o conforto da minha cama… Então começo percebendo cada parte do meu corpo, começo pelos pés e finalizo na cabeça (também pode fazer o inverso). Percebo e sinto meus pés relaxados, e essa sensação de relaxamento vai  para as penas, quadril, tronco, costas, braços, mãos, enfim. Aos poucos vou dando um comando de relaxamento para todos os membros do meu corpo, inclusive para os órgãos internos e células, até finalizar na cabeça. Ao final eu digo para mim mesma que estou relaxada e que terei uma noite tranquila, um sono tranquilo e no dia seguinte acordarei me sentindo bem e com as energias renovadas. Conto, mentalmente, até 3 e abro os olhos, busco uma posição confortável e durmo. Depois de algumas repetições, o exercício se torna um hábito, e esse processo de relaxamento “entra no automático”. Eu cheguei no ponto de deitar, pensar nos pés e já dormir, rsrs. Parece até mágica, mas não é, para funcionar basta querer e acreditar!

Dica 9: que tal um chá? Um chá quentinho antes de deitar ajuda a relaxar e dormir melhor. Se possível, utilize ingredientes naturais, a fim de aproveitar suas substâncias. Os chás de camomila e erva-cidreira são indicados como calmantes naturais. Gosto muito também do chá de hortelã, que auxilia na digestão. Se você, além de ansioso, sofre com problemas gastrointestinais, este chá é uma excelente opção. O chá, de alguma forma, me faz lembrar momentos gostosos da infância: noites frias com a família reunida na sala, encontros de oração com amigos, enfim. Tente se lembrar de bons momentos enquanto toma o seu chá. É uma técnica que pode te ajudar a sentir-se ainda melhor, ao provar o seu sabor!

Dica 10: ajude outras pessoas. Dedique tempo para ajudar outras pessoas, como por exemplo, através de trabalhos voluntários. É importante perceber que todos nós temos problemas e limitações. O meu medo, a sua ansiedade, a insegurança do seu filho, não é um problema maior do que os problemas das outras pessoas. Cada um sabe o que vive e a intensidade de suas dores, com base nas suas próprias experiências e percepção do mundo. Não se faça de vítima. Saiba que as pessoas a sua volta também precisam de ajuda e você pode, sim, de alguma maneira contribuir no bem-estar do seu próximo. Essa atitude faz com que a gente pare de olhar só para os nossos problemas, faz com que sejamos menos egoístas e promove o amor. E eu acredito que, promover o amor é promover a cura.

Dica 11: ressignifique. Sabe aquele momento difícil, aquele dia triste? Ele ensinou algo importante para você, sobretudo que você é alguém forte o bastante para suportar e superar. Procure olhar para as coisas e pessoas de uma maneira mais positiva. Se seu marido não deu atenção quando você estava falando, isso não quer dizer que ele não te ama, ele pode simplesmente estar cansado ou preocupado com outro assunto. Se o garoto no semáforo atrasou sua chegada ao trabalho, pedindo ajuda financeira, isso não quer dizer que o dia começou mal, mas que você é especial e pode fazer a diferença na vida de alguém. Se os netos têm feito muita bagunça na casa, talvez seja o momento de agradecer pela oportunidade de ter netos e de poder ensinar a eles o valor da organização. Enfim, existem muitas formas de enxergar e entender os acontecimentos. Comece dando um bom significado à sua vida e você vai perceber que talvez nada precise mudar, a não ser você mesmo.

Dica 12: coloque seus problemas “para fora”. Já mencionei essa dica no primeiro texto (Ansiedade: quando tudo começou?), mas faço questão de reforçá-la. É muito bom e importante tirar os problemas de dentro da nossa cabeça, esvaziar, desabafar! E isso pode ser feito conversando com amigos ou profissionais, que vão te dar atenção e direcionar seus pensamentos para algo bom. Faça terapia, desenhe, pinte, rabisque, pule, cante, dance, escreva… O que você gosta de fazer? Eu amo escrever e conversar, já deu pra perceber né? Além de “colocar para fora”, consigo organizar minhas ideias e com mais facilidade encontrar soluções. Sem falar da sensação de alívio! Torço para que você encontre a sua melhor maneira para esvaziar sua mente.

Dica 13: converse com Deus. Se você acredita em Deus, converse com Ele! Gosto muito de conversar com Ele, de abrir meu coração e pedir ajuda. Ele sempre me acalma e me dá a segurança e esperança que preciso para seguir em frente, contente e certa de que “tudo posso Naquele que me fortalece”. Sei que ao buscar o Reino Divino em primeiro lugar, as demais coisas serão dadas por Ele, conforme preciso, e Ele, melhor do que ninguém, sabe do que realmente precisamos.

Dica 14: fique um tempo com você mesmo(a). Eu era criança e já tinha os meus “cantinhos”. No final de semana gostava de fazer um passeio pelo sítio e sentar-me na beira do lago. Lá era um lugar especial, reservado para um encontro especial: um encontro comigo mesma. Olhar para dentro, refletir, perdoar, chorar, sorrir… Para mim esse momento significava um balanço semanal, onde eu avaliava os acontecimentos dos últimos dias, planejava algumas decisões e buscava força na minha essência, em Deus. Naquela época eu desconhecia o 4º mandamento da bíblia, que fala da guarda do sábado, mas de alguma forma eu já entendia a importância de ter um momento para meditar na vida e nas orientações divinas. Um momento para me santificar, no sentido de me separar um pouco das coisas e da rotina diária e me dedicar ao amadurecimento espiritual. Sempre foi e continua sendo maravilhoso! Separe um lugar e um tempo só para você, onde você se sinta bem, onde você consiga “rasgar as suas roupas”, “tirar a sua maquiagem” e apresentar-se como você realmente é. Permita-se! Deus ordenou a guarda do sábado, justamente para promover esse encontro tão lindo com a Luz. Sim, é um presente divino, porque eu e você somos muito amados! Esse momento chegará, inevitavelmente. Tem uma música linda que diz:

“Tempo inevitável! Se destruírem seu jardim, ainda assim, 
O sábado será pra sempre o nosso novo encontro, 
Um dia pra esquecer as suas ilusões e 
Descansar em minha segurança. 
Certo como um dia após o outro, certo é o meu amor.”

E assim eu finalizo esse texto e essa série sobre Ansiedade. Eu poderia citar muitas outras dicas, mas sei que, de maneira geral, o Diário da Minha Essência vive, em cada palavra, o amor. E você, no seu tempo, através desse Diário e de todos os outros carinhos que chegarão até você, por meio da sua família, da sua escola, do seu trabalho, de textos e conversas…vai crescer e se fortalecer!

Eu só tenho a agradecer!

 

“Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa? Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas?” – Bíblia, Evangelho de Mateus, capítulo 6, versos 25 e 26.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: