Desamarre e voe alto

Mas, afinal, o que te prende? Poesia escrita em 02/10/2017 – Jundiaí SP.

Levante os braços lentamente,

Desamarre o que te prende,

Voe alto suavemente.

Um desejo tem em mente,

Você pode, você sente,

Vá e faça diferente.

Que delícia, que aventura!

Estou voando nas alturas,

Tudo é pura gostosura…

O sonho não é loucura,

É a essência da criatura,

Voar, é o que nos cura!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: