Minhas férias

“Quem tem amor na vida
Tem sorte
Quem na fraqueza sabe
Ser bem mais forte
Ninguém sabe dizer
Onde a felicidade está”

O que você fez nas suas últimas férias? O que você costumava fazer nas suas férias quando era criança?

Sinceramente, a Bruna não gostava muito das férias. Ela queria mesmo era ir para a escola. Na escola, ela encontrava os amigos, aprendia e fazia coisas diferentes. Não se importava em ter que acordar cedo, na verdade era um prazer, uma enorme alegria!

Quando as férias chegavam, a menina ficava ansiosa esperando pela volta das aulas. Durante esse período, ela não encontrava seus amigos, nem sua professora. Naquela época não tinha celular, facebook, whatsapp…os meios de comunicação eram bem mais limitados. Ela queria ir para a escola até o último dia de aula, mesmo sabendo que já tinha “passado de ano”. A menina nunca ficou de recuperação, sempre foi uma aluna exemplar.

Durante as férias ela brincava e ajudava na rotina de casa. Umas das coisas que ela mais gostava, era de ir pousar na casa da prima. Aquela prima…a prima-irmã.

As meninas brincavam o dia todo de lego, barbie, casinha, brincavam “de moça”, de escola, de power rangers, jogavam vídeo game, dentre outras brincadeiras. As primas adoravam ficar na piscina (de 1 mil litros) brincando com bexigas d’água. Além da Bruna, outros dois primos costumavam passar as férias na casa da prima-irmã, juntos eles se divertiam muito!

A tia cuidava com carinho, era muito sábia e paciente. Conversava, fazia comidas deliciosas (melhor purê de batata do mundo) e levava as crianças para passear. Eles gostavam de fazer piquenique no horto florestal. A tia preparava lanchinhos e cada um tinha direito de comprar um pacote de salgadinhos. A Bruna sempre escolhia o “Fandangos”, sabor presunto!

À noite, geralmente assistiam a algum filme e ficavam até altas horas conversando. A Bruna e a prima adoravam conversar sobre a escola, família, amigos, amores, vida, sonhos…

Como é bom ter alguém para compartilhar nossas ideias, nossos medos, nossos desejos. A prima era e é a pessoa com quem a Bruna sempre pôde contar. Uma pessoa alegre, criativa e muito positiva! 

Nas férias, a Bruna tinha a oportunidade de passar mais tempo ali, com os tios e a prima. Ela observava o comportamento deles, aprendia e levava consigo. O tio chegava no final do dia e contava sobre o trabalho. A empresa e os negócios pareciam ser algo fascinante!

O tio era planejado: planejava as finanças, as compras, as viagens, a rotina diária. Isso parecia ser muito bom… Ele costumava dizer: “a sorte é o encontro do preparo com a oportunidade”. Quando algo acontecia fora do planejamento ele falava: “nem sorte, nem azar”.

A Bruna entendeu que com planejamento ela também poderia conquistar muitas coisas, assim como o tio conquistou: uma faculdade, um bom trabalho, uma família, uma casa… Com planejamento ela poderia não só conquistar coisas, mas também ajudar pessoas. Foi o tio que cuidou por muitos anos dos avós paternos da Bruna. E, se algo saísse fora do controle, tudo ficaria bem, Deus estava cuidando.

Os tios levaram a menina ao shopping, ao cinema e à praia, pela primeira vez. Que grande presente! Eles a presentearam com muitos momentos, e, em cada momento, algo diferente, uma nova experiência, uma descoberta! Eles também deram a ela o maior dos presentes que podemos dar a alguém: o amor. Amando, acreditaram na menina, acreditaram que ela era capaz de sonhar e de realizar. 

Você acredita na capacidade dos seus filhos? Você acredita na força transformadora de cada essência?

Um dia, alguém acreditou na essência da menina. E hoje, a Bruna também acredita nas pessoas.

A prima-irmã também ia pousar na casa da Bruna. Lá no sítio, a menina mostrava as suas casinhas, apresentava o “seu mundo”. Brincavam nas árvores e com os cachorros. Deliciosas lembranças!

Eu não sei o que as férias significam para você. Talvez signifique reencontros, descanso, passeios, novidades, saudades… Mas de uma coisa eu sei, a menina sabe: nas férias a gente pode continuar aprendendo, crescendo, descobrindo e se divertindo. As férias pode ser a oportunidade para você sonhar com o seu maior sonho e acreditar que sim, é possível!

Nas brincadeiras, diversão.

Nas conversas, conhecimento.

Nas atitudes, oportunidades.

Nas lembranças, saudades.

Dentre tantos aprendizados,

Aprendi a acreditar,

E aprendi que somente com o exemplo,

Eu posso verdadeiramente ensinar.

Meus tios, meus professores…

Como explicar? Como falar?

Em meu pensar, admiração.

No meu coração, gratidão!

 

“Mas a misericórdia do Senhor é de eternidade a eternidade sobre aqueles que o temem, e a sua justiça sobre os filhos dos filhos; sobre aqueles que guardam o seu concerto, e sobre os que se lembram dos seus mandamentos para os cumprirem” – Bíblia, Salmos, capítulo 103, versos 17 e 18.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: