Paradoxalmente

O amor é complexo. A menina utiliza-se de ideias paradoxais para descrever os seus sentimentos. Escrita em 12/09/2000 – Mogi Mirim SP.

Cadê você que se foi,

Que roubou meu coração?

Me deixou abandonada,

Lamentando a solidão.

Entre lágrimas de alegria,

E um sorriso de tristeza,

Entre o medo e a covardia,

Entre a noite e o dia.

Agora, dentro desse peito machucado,

Há pedaços de nós dois,

Como se fossem papéis picados,

Que jamais serão jogados,

Pois não sei o que virá depois.

Talvez volte para longe,

Ou vá embora, para dentro do meu coração,

Do meu pensamento tão distante,

Das lágrimas mais duras que diamante,

Consumidas pela emoção de quem sofre.

Uma saudade de quem nunca mais se quer ver,

Só amar e viver a ilusão

De que tudo que é errado, é perfeito.

Enfim, aqui em mim,

Só restaram lembranças de um futuro,

Mágoas que virão a acontecer,

O passado ninguém sabe,

O passado é você que se faz presente em mim,

A cada segundo,

Num olhar, num sorriso, num abraço,

Num beijo pequeno, mas eterno,

Você é o tempo, é meu mundo.

Um comentário em “Paradoxalmente

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: