Momentos

Escrita no ano de 1999 – Mogi Mirim SP. Nessa poesia, a menina conta a graça e simplicidade dos momentos. De momento em momento, a vida se constrói. Então, viva intensamente e aproveite todas as oportunidades.

Não vale a pena gritar se ninguém te ouvir,

O que adianta chorar, se todos choram de rir?

Não tem graça caminhar sozinho,

É mais gostoso achar um gato pelo caminho,

E um sonho pode se realizar…

Um gato branco, porque preto dá azar (rsrs)!

O que adianta pular, pular,

E não alcançar o céu?

É mais gostoso provar,

Provar o doce do mel.

O que vale ir à escola e nada então aprender?

É melhor ir embora, que em casa tem o que fazer,

A mãe dá serviço e bota você pra correr!

O que adianta amar, amar,

E simplesmente não viver?

Tem que a vida aproveitar,

Para depois não sofrer,

Pois podes se arrepender,

Olhes então agora o que vem a fazer…

Vai viver pra morrer sem arrependimento,

Ou vai morrer sem viver nenhum momento?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: