Meus parabéns!!!

“Mil felicidades e amor no coração,
Que a sua vida seja sempre doce e emoção,
Bate, bate palma que é hora de cantar,
Agora todos juntos vamos lá”

Você gosta de comemorar o seu aniversário? Por quê?

Ah, a menina adorava! Que dia lindo e especial era o dia do seu aniversário!

Naquela época as famílias não tinham o hábito de fazer grandes festas para comemorar essa data, como as que são feitas nos dias de hoje. Festa era coisa de gente rica…e olha lá! Mas, vira e mexe a mãe fazia um bolinho, pão com carne moída, guaraná “Mogi” de garrafa de vidro, hum…deu até água na boca!

A família se reunia, os mais chegados, e a alegria era plena! Nada de pula-pula, piscina de bolinhas ou pinturas. No sítio, as crianças brincavam de esconde-esconde, pega-pega, tanto os grandes quanto os pequenos.

A Bruna se lembra de um de seus aniversários…tinha até bexigas! As bexigas foram penduradas no varal da área da casa. A menina olhava para aquela bexiga verde, grande, a maior de todas…ela queria aquela, e a prima queria também! Sempre acontecia isso nas festinhas: a criançada brigava pela bexiga maior!

Sua prima costumava fazer festa de aniversário todo ano. A Bruna adorava ajudar na organização. A tia era quem fazia o bolo, que por sinal ficava sempre uma delícia! Ela e a prima pensavam sobre a decoração, sobre as brincadeiras e músicas. Elas adoravam dançar, aliás, toda a família sempre foi muito animada.

E os presentes? A família da Bruna não tinha o hábito, nem condições financeiras para presentear. Mas o amor…ah, o amor! Esse sempre sobejava! Ninguém precisava de presentes caros para se sentir amado. A tia Maria era quem mais presenteava (você pode saber um pouco mais sobre ela, lendo o texto “Maria”). Com seus presentes ela agradava e alegrava os sobrinhos.

Qual o presente mais especial que você ganhou na sua infância?

Roupas, cortes de pano, sombrinhas, frangos de granja, elefantinho vermelho, boneca que chora…

De todas as lembranças de aniversário, a mais marcante para a Bruna, foram as ligações. Quando alguém da família fazia aniversário, todos ligavam para cumprimentar.

– Oi tia, “bença”! Tudo bom? Meus parabéns! Muitas felicidades, muitos anos de vida… A mãe vai falar! Tchau, “bença”!

Daí a mãe dava os cumprimentos, depois os irmãos, o pai…todos cumprimentavam, era bem legal! Você fazia isso também? Tem saudades daquele tempo?

Ser lembrado, receber carinho e reconhecimento das pessoas, ouvir palavras positivas, ser abraçado, receber um sorriso… Gestos simples e poderosos, que transformam uma fração do tempo em um momento eterno e feliz!

Receba esse abraço, esse carinho,

Atenda a essa ligação,

Você merece, você é especial.

Sinta a energia positiva,

O calor, a emoção,

Faça um pedido antes do final.

Peça tudo, peça o mundo,

Deixe voar a imaginação,

Concentre-se no essencial.

Gostou? Então peça bis!

Um novo ciclo começa,

E o que de fato importa,

É ser feliz!

 

“O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz” – Bíblia, Números, capítulo 6, versos 24 a 26.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: