Valores pessoais – parte 1

Olá diário! Como vai?

Mais uma vez aqui estou eu, para compartilhar algumas reflexões com você. Confesso que vários assuntos me vieram à mente…mas decidi escrever sobre valores pessoais, e já considerei no título que essa será a primeira parte, por que teremos, com toda certeza, uma segunda e talvez uma terceira reflexão sobre esse assunto.

Já ouviu alguém dizer que os valores estão invertidos? O que será que isso quer dizer?

Quando penso na infância, nas palavras e nas atitudes dos meus pais, percebo claramente valores como: honestidade, responsabilidade, humildade, respeito, compaixão, segurança, gratidão, apoio, controle, justiça, liderança, obediência, disciplina, saúde, força, união…

Que valores você aprendeu com o seus pais? Quais deles você tem colocado em prática na sua vida?

Nossos valores pessoais vêm das experiências da vida, do convívio com a família, com os amigos, da escola, da igreja, etc. Cada pessoa tem sua hierarquia de valores e é muito importante conhece-los para alinha-los aos nossos objetivos.

Outro dia uma amiga me contou sobre a situação do seu irmão mais velho: ele é alcoólatra e está internado em uma clínica de recuperação. Entretanto, ela está com dificuldade para mantê-lo no tratamento, pois alguns membros da família não estão mais dispostos a contribuir financeiramente e, sozinha, ela não consegue arcar com as despesas.

Essa história me tocou muito e me fez refletir: o que está nos impedindo de ajudar mais as pessoas à nossa volta? E se o problema fosse comigo ou com você, como gostaríamos que as pessoas reagissem?

De modo geral, as pessoas têm reclamado muito da falta de dinheiro. De fato, a situação está difícil para muitos. Por outro lado, muitas vezes, enquanto fechamos uma mão para o irmão necessitado, abrimos a outra para o consumo pessoal, para cuidar dos nossos próprios interesses.

Afinal, o que está dificultando a nossa entrega para uma missão maior neste mundo? Será que falta dinheiro ou será que está faltando mais planejamento, mais compaixão, mais amor?

Até que ponto os valores estão invertidos? Você já parou para pensar nas consequências dessa inversão de valores?

Tem uma música que gosto muito que se chama “A Começar em Mim”, do grupo Vocal Livre, ela diz:

“Cedo me acordo, a oração
É o coração que tá apertado
Para ver um mundo diferente da notícia repetida da televisão.
Eu me pergunto, onde é que foi?
Alguém me explica, por favor, onde é que foi
Que nós desaprendemos a viver em união?

Estamos cansados, sim, estamos cansados das más notícias da televisão e das histórias tristes dos amigos… Mas as notícias podem mudar! Elas mudam quando a gente muda, quando cada um faz a sua parte, quando resgatamos os valores aprendidos e os colocamos em ação!

Haja mais amor, a começar em mim!

Forte abraço, e até a próxima!

 

“E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um” – Bíblia, Evangelho de João, capítulo 17, verso 22.

“Rogamo-vos também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos e sejais pacientes para com todos. Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui, sempre, o bem, tanto uns para com os outros como para com todos” – Bíblia, Primeira Carta aos Tessalonicenses, capítulo 5, verso 14 e 15.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: