Respostas

Meu querido diário, que bom estar aqui!

Nessa última semana tive muitas idéias e uma vontade louca de escrever, escrever e escrever! Hoje eu trouxe algumas perguntas para reflexão…

O que você costuma responder quando as pessoas te perguntam: O que você faz?

Pare, respire, pense…e responda para si mesmo (se preferir escreva em um pedaço de papel). O que você está fazendo hoje? Quais são suas atividades, sua rotina, seus hábitos? Onde e com o quê você trabalha? Quais são suas atividades domésticas? O que e como você se alimenta? Faz atividades físicas? Possui algum hobby? Como é seu relacionamento com os amigos e familiares? Em quais atividades e projetos você está envolvido?

Analise suas respostas… Você se sente satisfeito com elas? Se não, qual seria a resposta que você gostaria de dar quando alguém te perguntasse sobre o que você anda fazendo?

Nos últimos tempos fiz essa pergunta a mim mesma diversas vezes! E a resposta, bem, a resposta foi sempre uma “enxurrada” de palavras rsrsr. E ainda ficava faltando alguma coisa…

Ou seja, por mais que eu falasse, tinha a impressão que não havia dado a melhor resposta, não porque eu não gostasse das coisas que andava ou ando fazendo, mas porque não encontrava uma resposta clara e objetiva. Responder sobre o que faço envolve coisas muito importantes para mim: me faz pensar em tudo o que já fiz que contribuiu para o que faço hoje e nas infinitas escolhas que tenho para meu presente e futuro.

Existe uma frase muito famosa de Albert Einstei: “Não são as respostas que movem o mundo, são as perguntas”. E outra de Sócrates que diz: “Se conhece um homem inteligente pelos questionamentos que ele faz”. Penso que responder com clareza e objetividade demanda muitas perguntas, muitas reflexões, muita maturidade, muito autoconhecimento. Respostas sábias educam, ajudam, orientam, libertam…trazem em sua essência o amor.

Como nossas respostas hoje, sobre nós mesmos, podem impactar na vida das pessoas e no mundo?

Enquanto eu penso sobre a melhor forma de responder sobre o que ando fazendo, talvez você se sinta chateado com as coisas que está fazendo. Quer mudar? Quer dar respostas e sentir-se satisfeito com elas? Se você quer, você pode. Questione-se! Com muita persistência corra atrás de seus sonhos, mude hábitos, mude sua rotina, conecte-se com as pessoas que são importantes para você, dedique tempo para fazer o que ama. Vale a pena, vale muito a pena…!

Vale tanto, que finalizo essa reflexão compartilhando uma linda resposta que encontrei dentro de mim:

“Dizer sobre o que faço ou sobre quem sou, às vezes me parece perigoso demais. Considero-me demasiado livre para me aprisionar em algumas palavras.

Posso, portanto, responder com clareza: estou amando!”

Gratidão!

“Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei. Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração” – Bíblia, Jeremias, capítulo 29, versos 12 e 13.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: