Mumuca

“Toda cor têm em si,
Uma luz uma certa magia,
Toda cor têm em si,
Emoções em forma de poesia”

É bem provável que você conheça a Mumuca.

A menina gostava de assistir a um desenho que passava na televisão, do qual não se recorda o nome. Tratava-se de um boneco, que dormia em uma estante, dentro de uma caixa de fósforos! Na abertura do programa, tocava uma música que dizia mais ou menos assim: “Mumuquel, Mumuquel…”

A Bruna gostava do desenho e da música. A irmã mais velha, ouvia a menina cantando e cantava junto. Então, ela adaptou o refrão e deu um apelido para a caçula: Mumuca.

Poucos ou quase ninguém conhece essa história. Aliás, você se lembra desse desenho? A Bruna nunca conheceu alguém que tivesse assistido a esse programa, a não ser a sua irmã.

A irmã conhece muito sobre a menina… Ela cuidava da Bruna enquanto a mãe trabalhava. Ela sempre foi muito dedicada nos serviços de casa, batalhadora, determinada, além de sensível e carinhosa. A Bruna gostava de ver a irmã pintando os quadros e guardanapos: desenhava uvas, morangos, taças, flores, paisagens… Ficavam lindos! Quanta habilidade para manusear os pincéis e combinar as cores!

Ainda sobre o desenho, a menina relacionou o nome Mumuquel com o nome de suas duas melhores amigas: Munique e Raquel. Agora, esse nome representava muito mais que um desenho, simbolizava carinho e amizade.

A menina, influenciada pelas habilidades da irmã, também gostava de desenhar e pintar. Certo dia ela desenhou um ursinho, talvez sua primeira criação artística, uma mistura de urso com coelho. Desejou dar um nome à sua criação…então escolheu: Mumuquel.

Mumuquel dormindo, Mumuquel dançando, cantando, apaixonado, triste, feliz… Através de seus desenhos a Bruna transmitia os seus sentimentos, as suas emoções.

Mais tarde, na escola, a Bruna revelou esse apelido carinhoso para alguns amigos, que, até hoje, a chamam de Mumuca.

Você conhece a Mumuca?

Existe a menina que canta, a menina que grita,

A menina que dança, a menina que chora…

Existe a menina que pinta, a menina que rabisca,

A menina que escreve, a menina que rasga…

Existe uma menina…

Uma menina pra você, uma menina pra mim,

Uma menina que muda e que transforma,

Uma menina que pode refletir a sua luz,

Ser o seu espelho, ser a sua cruz…

Mumuca é uma menina, em meio a tantas meninas,

Meninas que vão aprender, no íntimo do seu ser,

A olharem entre si, e a se reconhecer.

 

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim” – Bíblia, Gálatas, capítulo 2, verso 20.

Um comentário em “Mumuca

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: