Palavras que contam

Olá diário! Como vai?

Hoje estou aqui por um motivo especial: para comunicar que a partir da próxima terça-feira (15/01/2019) vou escrever sobre a minha infância! 

Tenho certeza que será maravilhoso relembrar essa fase tão especial da vida. Os textos serão postados na nova categoria “Palavras que contam”, dentro do menu “Meu Diário”. Vou contar algumas das muitas lembranças que tenho e será uma grande oportunidade para você recordar a sua infância também e, quem sabe, conta-la e reconta-la!

Quando e onde você nasceu? Como era o seu rosto? E o seu comportamento? Quais foram as suas primeiras palavras e quando você deu os primeiros passos? Você se lembra das brincadeiras favoritas? Dos amigos? Do dia a dia com os pais e irmãos?

Entendo que, o que eu sou hoje é resultado de quem fui um dia. Se algo não me agrada, tenho, no presente da minha vida, a oportunidade de fazer novas escolhas, de ressignificar os fatos, de traçar novas rotas, de seguir outros caminhos, para que, no futuro, meu presente seja um resultado positivo, sonhado, desejado…

Lembre-se: somos protagonistas das nossas histórias. Escreva, e, se for necessário, reescreva. Não culpe as pessoas e o mundo pelo o que você é, essa atitude não vai resolver os seus problemas. Você precisa se olhar, conhecer-se melhor, perceber-se e decidir qual história vai querer contar.

Eu decido contar a minha história, a minha infância, com amor. Contarei com a certeza de que cada pessoa à minha volta fez o seu melhor, com as ferramentas que tinha naquele momento, e com a certeza de que as minhas ações e reações foram de acordo com o meu preparo e com a minha maturidade física, mental e espiritual.

Venha comigo! Será um prazer ter a sua companhia nessa viagem ao passado, a um passado que se reconstrói e fortalece a cada dia!

Vamos caminhar entre as flores, descobrindo as cores.

Vamos descobrir as estrelas, olhando para o céu.

Vamos brincar de roda e de bola de papel.

Vamos caminhar de mãos dadas, com o sol batendo no rosto.

Vamos tropeçar e cair, levantar e sorrir.

Vamos dançar e cantar…a canção da infância.

Despertar deliciosas lembranças,

Dessa essência: nossa eterna criança!

Nos encontramos lá!

 

“Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração deles, sem que o homem possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim” – Bíblia, Eclesiastes, capítulo 3, verso 11.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: